Rodovias

Rota das Fronteiras

A Rota das Fronteiras passa a administrar o corredor da PR-323, entre Maringá e Francisco Alves. É a primeira Parceria Público-Privada (PPP) realizada no Paraná e marca o início da atuação da Odebrecht TransPort no Estado. 

A concessionária será responsável pela manutenção e conservação de aproximadamente 220 km, dos quais 207 km serão duplicados, beneficiando 14 municípios da região. A cobrança do pedágio começará apenas depois da entrega da duplicação de cada trecho.

Os usuários da Rota das Fronteiras contarão com vias monitoradas e mais seguras, guincho 24 horas e atendimento de primeiros-socorros. Nos primeiros cinco anos serão construídos 19 viadutos, 22 trincheiras, 13 passarelas, 9 pontes, além de marginais e ciclovias nas áreas urbanas.

Perfil

  • Investimentos

    R$ 3,6 bilhões de investimento

  • Período

    Concessão de 30 anos (2044)

  • Região

    Maringá, Paiçandu, Dr. Camargo, Jussara, Cia Norte, Tapejara, Cruzeiro do Oeste, Umuarama, Perobal, Cafezal do Sul, Iporã, Francisco Alves /PR

  • Números

    • 163 km duplicados nos primeiros 5 anos
    • 44 km duplicados no 16º ano de concessão
    • 29 mil veículos trafegam pelo trecho diariamente
    • 1.000 empregos diretos gerados durante as obras
    • 250 empregos diretos gerados durante a operação
    • 5 bases de serviço de atendimento ao usuário

     

  • Área de Atuação

    Concessão de rodovias

  • Participação Acionária

Galeria